Olá, (:

Como vocês estão? Aqui contamos mais detalhes sobre nosso relatório de transparência. Encerramos o último dia da semana do fashion revolution e queremos compartilhar da nossa estrutura interna e o constante trabalho em promover melhorias no nosso negócio e em toda cadeia produtiva. 

Esse últimos 27 dias foram desafiadores. Como todo mundo não sabíamos que viveríamos uma crise mundial e tinhamos o ano todo planejado. Reorganizamos muita coisa {e outras vamos um dia de cada vez} , estudamos e refletimos muito durante esse periodo. Voltamos após analisar com calma como manter viva a empresa durante a quarentena. Estamos em casa cuidando das nossas família e respeitando todos os protocolos de segurança. 

Dito isso. Quero também mostrar que nosso trabalho faz diferença, tanto para quem usa os produtos e como para quem empreende. Que essa iniciativa inspire cada vez mais marcas que pensam em alternativas para um futuro mais sustentável. 

Mesmo sendo uma pequena empresa impactamos muitas pessoas. Trabalhamos com 3 fornecedores de tecidos, todos no estado de São Paulo (Ribeirão Preto, São Paulo e Sorocaba). São empresas brasileiras, pequenos comércios que sustentam a produção de algodão nacional. Valorizamos o que é nosso com essa escolha. 

As peças são criadas, modeladas e cortadas em nosso atelier. Suh Sacamoto (CEO e diretora criativa da marca) cuida de todo o processo. A oficina de costura parceira fica em Ribeirão Preto, emprega 3 costureiras. Elas são responsáveis pela costura da Titina. 

Temos colaboradoras para projetos: Ana responsável pela collab e estamparia exclusiva da marca. Mora em Floripa. É designer e mãe da Malu. No atelier termos o projeto de costura para crianças da Rebeca. E quando a demanda de produção é mais alta repassamos os bordados para freelas bordadeiras. Além da parceria com fotógrafos incríveis que produzem os editoriais para as campanhas da marca. Tudo justamente remunerado <3 

As vendas acontecem pelo e-commerce com envios para todo Brasil, na loja ateleir em Ribeirão Preto (que está fechada durante a quarentena) e nos pontos físicos colaborativos em Sousas/Campinas (Beira Galpão) e em São Paulo (Amini - Shopping Pátio Higienópolis). As colaborativas por sua vez empregam muitas pessoas e contribuem para divulgar e vender os produtos de pequenos produtores como a gente! 

Pensando em toda essa galera da cadeia produtiva estamos abrindo mão do nosso lucro. Colocamos  todo o estoque de peças a pronta entrega com desconto de 20 a 50%. Detalhamos: 

* peças que também estão nas lojas colaborativas foram remarcadas com 20% de desconto. Achamos justo oferecer o mesmo desconto, sem competição. Assim, continuamos pagando a comissão e mantendo a cadeia unida. 

* peças exclusivas do site estão com 30% de desconto.

*conseguimos manter o desconto de 50% para peças do projeto circular. Coleções mais antigas, a maioria de peças únicas. 

Acreditamos que esse desconto alivia o comprometimento do gasto, deixando mais dinheiro disponível para gastos essenciais ou doações. Mantendo a marca vida e os parceiros remunerados. 

Agora, números e dados do relatório de transparencia com nossa etiqueta aberta: 

Quanto custa uma peça da Titina? 

- produção 35%
- taxas 10%
- imposto 2%
- despesas 25%
- lucro/investimento 28%***

Produção: 
Material, Mão de Obra e transporte durante a produção. 

Taxas: 
Todas as taxas que envolvem os pagamentos feitos pelos clientes - da máquina de cartão ao provedor de pagamento on line. 

Imposto: 
Todo dinheiro que vai direto para o governo e garante que nossa empresa está em dia com suas obrigações legais. 

Despesas administrativas: 
prolobore (salário), manutenção do e-commerce, aluguel da loja e custos fixos do imóvel, frete, embalagens/ papelaria e comissão das lojas colaborativas. 

Lucro/ investimento: 
Vendas dos pontos físicos (loja atelier e lojas colaborativas), e-commerce e feiras. O valor do lucro volta para a empresa como forma de investimento. É esse valor que possibilidade testar novos materiais, desenvolver novos produtos e promover campanhas para divulgação da marca.

Vamos juntos. Fiquem bem. Fiquem em casa. Vai passar. E se puderem apoiem o pequeno negócio. 

Com amor e esperança, 
Suh Sacamoto 
CEO e diretora criativa da Titina 
Mãe da Valentina, 8 anos.